Moyses Moreira Lopes

Moyses Moreira Lopes

Por que há tanta corrupção?

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 por Moyses Moreira Lopes

Já estive por duas vezes nos Estados Unidos e viajei de Norte a Sul de Leste a Oeste naquele país. Notei a influência do protestantismo em todos os lugares, embora haja muitos que se dizem, mas não são reformados. Sei que há corrupção, porém não se iguala ao nosso país. Aqui, os protestantes nominais, na sua maioria, são corruptos. Que tristeza!
O maior orador sacro do século XVII, num panegírico a Santo Antônio, logo na introdução, indaga: Por que há tanta corrupção, se há tantos pregadores? Aproprio-me da pergunta e de algumas respostas sugeridas pelo eminente orador. Jesus, logo no início de seu ministério, falando aos discípulos que depois seriam apóstolos, disse: - “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta, senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens.” ( Mat. 5:13)
Pergunto: Será que os divulgadores do Evangelho não estão pregando a verdadeira doutrina? Jesus exigiu palavras e obras. Há muitas palavras e poucas obras. Há muita gritaria e pouca meditação. Desvirtuam o ensinamento de Cristo e não pregam o arrependimento, mas a prosperidade. Não se ensina o novo nascimento, uma nova vida em Cristo Jesus. Não se anuncia que o progresso é fruto da meditação e vivência da Palavra de Deus. Não ensina aos pais para que orientem os filhos quanto ao comportamento, segundo os preceitos divinos, bem como a boa vivência na sociedade. Os dez mandamentos que se acham em Êxodo vinte são descurados e o povo religioso, que frequenta os templos, não os conhece e se os conhece não procuram respeitá-los e guardá-los. Na igreja é uma cantoria só e nada mais.
Pergunto, será que os pregadores dizem uma coisa e fazem outra? A Bíblia diz: “Não furtarás”. Será que o furto é combatido na igreja, no lar, e na sociedade, em geral? Ou será que os próprios pregadores estão furtando os dízimos e as ofertas alçadas como os filhos do sacerdote Eli? (I Samuel 2:12 a 17) A Palavra de Deus ordena: “Não adulterarás”. (Êxodo 20:14) Será que o adultério vem sendo combatido pelos pregadores da Palavra de Deus? Adultério é qualquer relacionamento fora do casamento. Jesus, nos seus ensinos, mostrou que o adultério não é apenas o ato, mas a intenção. (Mat. 5:28) Caso houvesse esse ensinamento, não haveria tantos divórcios e a pedofilia não existiria no meio dos cristãos. A Sagrada Escritura, imperativamente, diz: “Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” (Êxodo 20:12) Será que os pais estão apenas instruindo e não educando os filhos?
Por fim, caro leitor, será que os pregadores se pregam a si e não a Cristo? Jesus, antes de partir, disse aos seus discípulos: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” (Marcos 16: 27) A igreja de Cristo tem que ser universal, mas até hoje há países que não possuem uma igreja cristã. Só Jesus pode salvar o pecador arrependido. (João10: 27) Só Jesus é o único mediador entre Deus e os homens (João 10: 27 e 28). Só Jesus é o caminho, a verdade e a vida. (João 14: 6) Só Jesus e ninguém mais pode transformar o homem corrupto. Foi Jesus quem transformou a vida de Zaqueu. (Lucas 19)
Que Deus use os pregadores para que possam ser o sal da terra e a luz do mundo e acabar com a corrupção.

 
 
0918_fibria