Ivan Barsanti

Descrição pendente

Agenda - 594

sábado, 20 de outubro de 2018 por Ivan Barsanti

Julina
Na já tradicional festa beneficente que aconteceu no penúltimo sábado deste mês, nove, em prol da Apae, no Condomínio Ouroville, próximo ao Paço Municipal (esquerda para a direita) o empresário Jerry Ribeiro e Renê Marcelo Soubhia Nunes, capitão da Polícia Militar do Estado de São Paulo, aqui.

 

Mídia
Segmentos de membros e simpatizantes dos Partidos dos Trabalhadores, o P.T daqui de Itapetininga esperam (até ansiosamente) ver veiculadas nas revistas de circulação nacional como “Veja”, “Isto é” e “Época” a recente denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo em relação a dirigentes e ex-dirigentes dos Transportes da gestão Geraldo Alckmin (P.S.D.B). O Ministério Público paulista denuncia tais suspeitos (nove ao todo) por improbidade administrativa na compra de vinte e seis trens para o Metrô que nunca foram usados. A promotoria pede ressarcimento de 615 milhões usados para compra e 30% de multas por danos morais, totalizando 800 milhões de reais. As vinte e seis composições foram compradas em 2011 e iriam para a expansão da linha “5 lilás”, mas como esta linha está parada desde 2010 e mesmo assim os trens foram comprados em 2011, o Ministério Público denuncia tal fato como improbidade administrativa. Agora é esperar para ver como essas “mídias” se manifestam já que são tão zelosas com corrupções envolvendo o dinheiro público.

Terra
O engenheiro José Antônio Piedade da Associação dos Engenheiros Agrônomos da Região de Itapetininga será um dos coordenadores do XII Congresso Paulista de Engenheiros Agrônomos (promovido pela sede central de São Paulo) e que acontecerá aqui em Itapetininga nos próximos vinte, vinte um e vinte dois do próximo setembro nos Sesi em Vila Rio Branco. A temática estadual deste ano será “A inserção dos engenheiros agrônomos no atual contexto político, econômico, nacional visando a defesa e o fortalecimento da engenharia agronômica junto à sociedade”. O evento terá também a promoção do Clube dos Agrônomos de Campinas e logicamente da Associação daqui. E será o primeiro a acontecer aqui, nesta cidade, segundo José Antônio Piedade.

Bruxas queridas
A “promoter” Leomira Camargo Nunes não para. E amanhã, sábado, vinte e três, Leomira e um grupo de itapetininganos felizes aterrissam no Teatro Renault (antigo Abril) na avenida Brigadeiro Luís Antônio, na Bela Vista, em São Paulo para aplaudirem “Wicked”, em sessão noturna, nove horas da noite. E segundo Leandro Vieira que escreve no folheto da comunicação do musical: - “Wicked”, com elenco brasileiro é inspirado no espetáculo em cartaz há anos na Broadway nova-iorquina, nos Estados Unidos e o enredo trata da relação entre Elphaba, a bruxa má e feia e Glinda, a bruxa boa e linda. As duas se conhecem na terra do Oz, antes da chegada da mocinha Dorothy,esta, que foi retratada no clássico filme “O Mágico de Oz”, estrelado pela atriz-cantora Judy Garland (“Over The rainbow”) na película da Metro Goldwin Mayer em 1939”. E ainda segundo Leandro Vieira: - “a versão nacional não é uma encenação rígida como se fosse num palco norte-americano. Tem um toque nacional – um dos números nacionais leva o samba para o palco”. Que bom! O shopping escolhido por Leomira para seu itapetiningano grupo “Vamos ao Teatro” será o “Cidade de São Paulo”, novo e que fica na Avenida Paulista.
É o paraíso
O casal itapetiningano Márcia (Terra) – Roberto Paes Barsanti, ele, engenheiro já aposentado, estiveram no último junho aproveitando as delicias de Barrinha, nos Lençóis Maranhenses e que fica a duzentos e cinquenta quilômetros de São Luís. A impressão do casal itapetiningano sobre os Lençóis (Maranhenses) foi uma só – uma maravilha criada pela água e areia. Um lugar onde não parece existir a mão humana. Só a natureza. Há um misto de silêncio semelhante a um deserto, mas ao mesmo tempo o barulho provocado pela natureza. Tudo bonito! E a cidadezinha de Barrinhas (mais ou menos vinte e cinco mil habitantes) e que dá acesso aos Lençóis é muito bem arrumada com hotéis confortáveis e comida farta. Márcia – Roberto Barsanti estiveram também na capital do Maranhão. A próxima viagem será em Porto Alegre (Rio Grande do Sul) ou Teresina (Piauí). Para o Exterior, só ano que vem.
Som e voz
O compositor e cantor itapetiningano Breno Ruiz, residindo atualmente em São Paulo, esteve como convidado no programa Jô Soares, na TV Globo, na madrugada do último oito, numa sexta-feira. Junto com ele, seus colegas de trio musical: Márcio Gil, violonista, Roberto Leão, cantor português e ainda o também cantor paulistano Renato Braz. Na poltrona do (gorducho) apresentador Jô Soares o quarteto lançou o DVD “Mar Aberto”, com a canção do mesmo nome do DVD com música do itapetiningano Breno (e letra de Cristina Saraiva) cantada no programa por Roberto Leão. Ao final, Jô Soares aplaudiu (muito1) exclamando: “linda, linda, linda!. Breno está um pouco diferente, pois deixou o cabelo crescer. O quarteto irá para Portugal em setembro.
Convite
O casal Marilene Ravelo Orsi – Êdimo Magalhães, ela professora de Educação Física, já aposentada, na rede estadual de ensino e escolas particulares daqui, ele, advogado, são os novos membros do Lyons Club daqui. O presidente da entidade assistencialista é Lucas Ravacci.

Telinha
Afastada temporariamente dos círculos sociais pelo motivo de uma operação no ante-braço esquerdo motivada por uma queda involuntária, numa calçada da Vila Barth, onde reside, a bibliotecária aposentada Maria Cristina Nery faz repouso (forçado) em sua casa. E entre suas distrações: Neflix (uma revolucionária maneira de assistir filme na televisão) e programas tradicionais da televisão. E destes, Cristina Nery não perde um só capítulo da “novela das nove” da TV Globo, de título “Velho Chico” de Benedito Ruy Barbosa e direção de Luís Fernando Carvalho. Cristina acha a novela fantástica (palavras suas) com seu acabamento tendo o barroco como moldura, a cor (cinematográfica!). a paisagem, o enredo rural brasileiro, o tema politico e ambientalista, as músicas (Geraldo Vandré, entre outras), o elenco ( a ótima atuação de Domingos Montagneir, o “Santo”), artista preferido de Cris Nery. Ela, Cristina, gostou muito, muito do capítulo da penúltima segunda-feira, onze, onde foi comemorada a festa de São Gonçalo (típica do interior baiano) e sua lírica dança (e canto).

Arte
Professora de Inglês da Fatec (Faculdade de Tecnologia) daqui, Linda Catarina cursou também Cinema, em Coimbra, Portugal e entre seus filmes preferidos destaca o norte-americano e hoje clássico “Crepúsculo dos Deuses”, lançado em 1950, direção do competentíssimo Billy Wilder com Glória Swanson e William Holden como protagonistas. “Crepúsculo dos Deuses” ganhou o Oscar como melhor história e roteiro naquele ano e conta a história de um roteirista em decadência (William Holden) é convencido por uma ex-estrela do cinema mudo (Gloria Swanson) a ser seu gigolô e criar uma história que marcaria sua volta triunfal no cinema (agora falado). Passa-se em Hollywood, Los Angeles, U.S.A. Para a professora Linda é um dos melhores filmes do mundo e você pode encontrar na Internet ou no Netflix. Vale a pena.

 
 
0918_fibria