Ivan Barsanti

Descrição pendente

Agenda - 591

terça-feira, 23 de outubro de 2018 por Ivan Barsanti

Em evento acontecido em abril último nesta cidade (esquerda para a direita): - Antônio Lauro de Melo Moraes, o “Lalo”, diretor proprietário da TVI (Canal 8 Net Digital) e Fábio Campos, âncora do programa “Telescópio” da mesma emissora.

 

Depoimento I
Simone Marqueto, que foi diretora do Jornalismo do SBT DE Sorocaba e agora pré-candidata pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) ao cargo de prefeito (no caso, prefeita) daqui, comentando: Caso seja eleita candidata oficial pelo Partido e (caso) vença a eleição uma das providências que tomarei no quesito “Educação” será a de colocar em cada escola municipal (Fundamental e de Educação Infantil) uma coordenadora pedagógica. Com isso, a direção escolar ficará mais aliviada para tomar conta dos assuntos burocráticos que são muitos e que exigem dedicação especial. E a pré-candidata Simone comenta também: - “O problema das creches aqui em Itapetininga é a sua distribuição. Em alguns lugares, sem problemas, mas em outros simplesmente não há e quando existem não suprem as necessidades do lugar”.

Depoimento II
O pré-candidato ao cargo de prefeito de Itapetininga pelo Partido dos Trabalhadores, o PT, o advogado Gustavo Gurgel, declarando, entre outros assuntos, no programa Telescópio da TVI (Canal 8, Net Digital e canal 99, Net Analógico), na penúltima segunda-feira, vinte: “Não procure mudar a tradicional feira situada na avenida Peixoto Gomide. Ela é um patrimônio cultural de nossa cidade (às quintas-feiras e domingos) qualquer deslocamento dela pode transformá-la num simples “sacolão”. Não mexam com a feira”. E no mesmo programa televisivo, o pré-candidato Gurgel teceu elogios a atuação pedagógica da professora de Sociologia Regina Antonia Aboarrage Anastasiadis, sua professora na Escola Estadual “Peixoto Gomide” no ensino médio. Segundo Gustavo Gurgel, ela, professora Regina, ensinou-lhe muitos caminhos para aperfeiçoamento da conduta humana numa comunidade.

No palco
Depois de trabalhar em várias lojas especializadas como vendedor de sapatos, principalmente, no comércio da agitada Campos Salles, o itapetiningano Paulo Carriel, o Paulinho acha agora que está no caminho certo. Sem renegar, por anos, sua atuação como comerciário (que ele até gostava), Paulinho Carriel está fazendo agora, o que é sua verdadeira paixão: viver do e para o teatro. E o que é muito mais difícil – aqui em Itapetininga. Paulinho Carriel fundou o grupo teatral “Detrás do Pano” que se apresenta periodicamente nesta urbe. Mas não é só aqui, nas cidades vizinhas também. Segundo Paulinho, só a peça infantil (um dos carros chefes da companhia) “A revolta dos brinquedos” do autor e também cenógrafo carioca Pernambuco de Oliveira, foi levada na região em torno de cento e cinquenta representações. Também professor de teatro, Paulo Carriel e seu aguerrido grupo voltam no próximo agosto para novas encenações de peças nacionais e estrangeiras, clássicas, como “Viúva, porém honesta”, de Nelson Rodrigues e “O doente imaginário” do francês Moliére. Aguardem.

Argumento
A advogada Luciana Terra Villar, da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil, a O.A.B daqui (Itapetininga e região) declarando: - “é fácil falar mal do menor infrator. Mas por que ele é infrator? Faltou a este menor as necessidades básicas do ser humano desde quando ele nasceu. Vivem sem nenhum dos direitos consagrados ao individuo”.


Centenário
Carlos Renato Medeiros (que atuou na saudosa SP-SUL-TV canal 44 comunitária) está produzindo um vídeo (histórico!) contando os cem anos de existência do Clube Recreativo Itapetiningano, o CRI, da rua Monsenhor Soares, antigo Clube Operário. E o roteiro, (do vídeo) incluirá: a fundação do Clube, os grandes eventos e personagens de destaque na história do Recreativo e também da cidade. Se depender de Carlos Renato e de sua sensibilidade o resultado deverá ser muito mas muito bom. O atual presidente do CRI é Alexandr Zanini.

 

U.S.A

Impossibilitada de viajar na época, a professora (Inglês) Enir Soubhia Nunes não pode integrar-se na caravana capitaneada pela promoter Ana Maria Pires Nalesso (Principal Turismo) que levou itapetininganos entre quatorze e vinte e seis de junho para doze felizes dias de estadia na famosa Costa Oeste dos Estados Unidos (Califórnia – cidades de São Francisco Monterey, San Luis OBispo, Santa Barbara, Los Angeles (com Hollywood) e Nevada, na cidade de Las Vegas. A professora Enir ainda não conhece esta região da Costa Oeste, mas pretende ir logo pois oportunidade não faltará. Enir Soubhia conhece bem New York onde já foi quatro vezes e quando está na chamada “big apple” não deixa de assistir a uma peça ou musical da efervescente Broadway.


De novo
Filho dos saudosos Terezinha (Malatesta) – José Alves dos Santos Filho, o “Zezo”, o itapetiningano José Alves dos Santos Neto, técnico de basquete do Clube de Regatas Flamengo, do Rio de Janeiro e no comando dos seus jogadores, conquistou no dia onze deste último mês de junho o campeonato de 2016 da NBB (Novo Basquete Brasil) vencendo o Bauru (interior paulista) por cem a sessenta e seis na Arena Carioca 2 , No Rio de Janeiro. E o itapetiningano José Neto ainda foi escolhido o melhor técnico do campeonato nacional. Pelo Flamengo, Neto foi campeão do Novo Basquete Brasil em 2009, 2013, 2014 e agora 2016. A saudosa Teresinha Malatesta, mãe do técnico Neto, foi uma das primeiras professoras da então recém-criada secretaria municipal de Educação , no inicio da década de sessenta. Foi uma das pioneiras.

Tela
O Sesi, em Vila Rio Branco (antigo Paquetá) promoveu nesta penúltima quinta-feira, vinte e três, um debate (ou bate-papo) com Marcelo Machado, documentarista paulistano com inúmeros trabalhos em documentários de longa duração como, entre outros, “Tropicália” ( de 2012) recuperando imagens raras do movimento musical tropicalista e entrevistas com Gilberto Gil e Caetano Veloso. Aqui, no Sesi Itapetiningano Marcelo Machado fez parte do projeto “Diálogos Cinematográficos” e apresentou o vídeo dirigido por ele – “O Sarau – Uma Usina de Sonhos (ONG) em Dois Córregos” (interior paulista) sobre a poesia e arte numa comunidade.

 
 
0918_fibria