Ivan Barsanti

Descrição pendente

Agenda - 583

quinta-feira, 25 de abril de 2019 por Ivan Barsanti

Som
Rafa Castro Trio composto por (esquerda para direita) o baterista Gabriel Altério; Rafa Castro; tecladista e vocalista; Igor Pimenta; baixista e o itapetiningano Luiz Cláudio de Oliveira, proprietário do “Espaço do Som” (Rock Bar) na avenida Cinco de Novembro aqui.

 

História do Brasil
A revista “Brasileiros” edição da semana passada traz uma reportagem sobre os itapetiningano Júlio Prestes de Albuquerque escrita por Luiza Villaméa, que é repórter especial da “Brasileiros” e mestre em História pela Universidade de São Paulo, a USP. Caso você não encontre a revista em bancas itapetininganas, poderá ler o texto no site “Colunas e Blogs” (http//brasileiros.com.br/colunas-e-blogs) e o título da reportagem é “Viajou como presidente eleito, caiu na volta ao Brasil”. E a repórter-professora Luiza Villaméa, resumidamente conta o seguinte:- “Depois de eleito presidente da república em maio de 1930, o itapetiningano Júlio Prestes embarcou no navio Almirante Jaceguay, rumo a New Tork, Estados Unidos. Já em Washington foi recebido pelo presidente norte-americano Herbert Hoover. Depois tornou-se o primeiro brasileiro a ser capa da prestigiadíssima (até agora!) revista (norte-americana) “Time”. De volta ao Beasil, Júlio Prestes foi derrubado antes mesmo de assumir a presidência por Getúlio Vargas, num movimento civil-militar que os correligionários do político itapetiningano denominaram de “Golpe de 1930”. Alguns itapetininganos que já leram no site o texto de Luíza Villaméa, em conversa, declararam: “Golpe”? “Pois é, embora alguns digam que não, a História, em outros tempos e circunstâncias, se repete”

Alcaíde
O prefeito da cidade Hiram Ayres Monteiro Junior, em tom bastante otimista, comentando: “Vamos ter, se possível, no segundo semestre deste ano, dois novos cursos na Universidade Aberta do Brasil, a UAB (coordenado por Rosângela Nery) que seriam: Engenharia de Produção e Engenharia de Construção, opções para os jovens que não querem (ou não podem) sair de Itapetininga para estudar fora. E também para o ano que vem, Engenharia Mecânica no Instituto Federal, próximo ao antigo Carrito. Além disso, fizemos concurso público para médicos, já houve a classificação e serão cinquenta e três médicos que serão (prontamente chamados) para o trabalho, principalmente, nos postos de saúde dos bairros.

Política
O agitado Renato Augusto da Silva, formado em História, ex-colunista de jornais daqui e articulador político comunicando que sua mãe, professora aposentada Maria do Rosário Nogueira Silva (a Anita) é a secretária geral do Partido Trabalhista Cristão (o P.T.C), novo partido formado aqui em Itapetininga cujo presidente é o advogado José Alves de Oliveira Júnior, o “Zé Alves”.

Sabor
Como acontece anualmente, a Acedi (ou Atualização em Economia Doméstica de Itapetininga, a conhecida ACEDI, sob a presidência de Maria Helena Hungria de Lara, a Lenita, realizará o seu tradicional Chá Beneficente no próximo dia três (junho) numa sexta-feira, a partir das duas horas da tarde, no salão do RR Eventos, na Avenida Cinco de Novembro. Os convites para o fumegante chá já se encontram à venda (trinta e cinco reais) e além da (deliciosa) bebida haverá bolos e salgados, sorteio de brindes, muitas bolachinhas e torradinhas e música ao vivo. Tudo isso e mais a confraternização e alegria contagiante que o encontro proporciona. Por isso, todos lá. E entre as muitas acedianas (voluntárias) que colaboram para o evento, as presenças de Maria das Graças Domingues, Benedita Teresa Domingues Brisola (a Téca), Cecília Fogaça de Almeida, Marta Cecília Cunha da Silva, Marina Colaço Riberto, Maria Nívea Guarnieri Machado, Ana Rosa Françani Rocha Fogaça, Maria do Carmo Terra Rodrigues, Maria Helena Marino.

Coqueiros
Na semana retrasada, sentindo as delícias de Porto Seguro (foi lá que o Brasil começou), Bahia, o casal itapetiningano Raquel- Jorge Abrão Isaac, ela, assistente social da Prefeitura daqui e ele engenheiro, com a filha Beatriz. Raquel e Jorge comemorando quinze anos de casados.

Birthdays
Professora, já aposentada, de Língua Portuguesa, Teódora Piza, a Dóra comemorou mudança de idade na penúltima segunda-feira, vinte e cinco e para a comemoração, recebeu, à noite, familiares e amigos em sua chácara na Chapadinha. E quem aniversaria na próxima terça-feira, dez, é a ex-Chefe do Ministério do Trabalho local, a advogada Maria Dulce Garcia Maurício.

Palco I
A “promoter” Vera Lúcia Abdala arregimentou sua turma de itapetininganos e foram todos assistirem, no penúltimo domingo, inte e quatro, a peça “Os Realistas”, da autoria do norte-americano Will Eno (também autor de famosas histórias em quadrinhos) com direção de Guilherme Weber e com os autores (todos eles da TV Globo) Deborah Bloch (a quem coube a produção), Emílio de Mello, Mariana Lima e Fernando Eiras. Tudo isso no novo e luxuoso Teatro “Porto Seguro”, na alameda Barão de Piracicaba, nos Campos Elísios (em outros tempos bairro “chic”, moradia dos “barões de café”), em São Paulo. No programa da peça “Os Realistas” distribuído aos espectadores, a professora Célia Arns de Miranda, que fez doutorado na U.S.P e coordena o programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, escreve que:- “Essa peça, aparentemente, poderia ser um drama comum, com personagens de classe média que seguem um enredo corriqueiro de irem para o supermercado, de terem que consultar médicos, de acordarem todas as manhãs, de conversarem na varanda, de se encontrarem com os vizinhos. É o jeito que vivemos, a nossa realidade. Entretanto “Os Realistas” é mais do que sermos seres perfeitos nessa nossa vida corriqueira; Enfim, o texto revela uma realidade muito ácida e as extrema solidão dos personagens”.

Palco II
Entre os itapetininganos que foram com a “promoter” Vera Lúcia Abdala assistir a peça “Os Realistas” de Will Eno com direção de Guilherme Weber e no elenco: Deborah Bloch (também produtora), Emílio de Mello, Mariana Lima e Fernando Eirós (todos atores da TV Globo) no teatro Porto Seguro no Campos Elíois, em São Paulo no penúltimo domingo, vinte e quatro: Eza (Abrão)- Alberto Isaac, Maria Helena Piedade, Maria de Lourdes Santos, Luiz Gustavo Santos Holtz, Marina Tambelli, Angela Rosa Rezende, Eliana Marie Monteiro Moraes, Valderez Sacco, Viviane Sacco, Rosa Maria Aguiar de Campos, Rita Aguiar de Campos, Maria Aparecida Pinto Monteiro, (a Bijú), Nery Arantes Costa, Márcia e Guido Almeida, Angelina Pereira Cardoso Hungria, Claudia Fernandes, Dandreta, Maria Nívea Guarnieri Machado, Marcia Camargo Melo, Maria Helena Marino, Rosana Iglesias de Lima, Marcos Pareja, Lúcia Ferraz com a filha Daniela, José Henrique Tareia, Iraí Barsanti Camargo, Ivan Barsanti Silveira, Helena Gomes, Fátima Moraes, Maria José Araújo Pereira, Luzia Helena do Amaral Bergamin, Zélia Vieira Pascoalique, Lúcia Eleonora, Márcia Silva, Ana Laura Santos Holtz e Lilian Luz.