Alberto Isaac

Alberto Isaac é jornalista professor e comerciante. Durante quarenta e cinco anos foi o correspondente do jornal “O Estado de São Paulo” em nossa região.

As devoções daquele homem: O trabalho e a cidade

sábado, 20 de outubro de 2018 por Alberto Isaac
Clodoaldo Gomes, com longa jornada de trabalho e dedicação ao próximo, chega no dia 16, aos 80 anos de vida e 65 anos de atividades variadas Clodoaldo Gomes, com longa jornada de trabalho e dedicação ao próximo, chega no dia 16, aos 80 anos de vida e 65 anos de atividades variadas

Desde que nasceu, inocente sorria para tudo que seus olhos infantis alcançassem do recôndito onde morava modestamente. Divisava sempre as humildes residências e seus simples e modestos habitantes, todos bons e sinceros trabalhadores. Seu rosto se transformava em alacridade total.
Seu perfil ágil e empreendedor era também um amante desmedido e apaixonado por Itapetininga, cujo pai foi um dos fundadores da Vila Máximo (hoje Vila Isabel) e participante de todos eventos sociais, famoso mentor das “quadrilhas” que engalanavam as festas juninas realizadas anualmente em Itapetininga. Hábil político, sempre reivindicando melhorias e benefícios para a sua comunidade, teve uma filha ocupando uma cadeira de vereador na Câmara Municipal local, com boa atuação em seu desempenho.
Com exemplos dos mais saudáveis, herdados de seu pai, Clodoaldo Gomes, após longa jornada de trabalho e dedicação ao próximo, atinge amanhã, dia 16, os 80 anos de vida e 65 anos de atividades em vários setores.
Não foi um empreendedor comum, mas muito acima desta categoria, porque sua ação sempre se estendeu no auxílio ao progresso da cidade e, consequentemente, melhor vida a seus habitantes. Sua atuação foi demonstrada quando integrou por vários anos a diretoria do Departamento de Estradas de Rodagem Atlético Clube (DERAC), época áurea deste clube no contexto do futebol paulista e conhecido em todo território bandeirante. Funcionário exemplar da autarquia (DER), auxiliou a chefia nos acertados rumos das nossas rodovias, de agrado geral, como acentua o ex-colega rodoviário Dedé Guarnieri.
Um dos seus maiores méritos, deu-se quando corajosamente e por idealismo fundou em Itapetininga o valoroso e útil Corpo de Bombeiros Voluntários, corporação que desenvolveu trabalhos inestimáveis em toda região, sem qualquer auxilio governamental. “Marcou época”, segundo o comerciante Zecaborba Soares Hungria.
Os estudos de Clodoaldo foram feitos nas escolas locais, razão em que se baseia o auxílio a todas atividades culturais, colaborando com entidades desta área e não se furtando a destinar verbas substanciosas a iniciativas como patrocínio de lançamento de livros, construção de monumentos ou estátuas a personagens históricos locais, e outros feitos de cunho artístico e filantrópico.
Capítulo à parte de sua movimentada existência constitui-se como diretor e proprietário da Bolsacreto – empresa que presta serviços de relevância em vários países do mundo e colocando Itapetininga no comércio internacional. Um conceito moderno e diferente de engenharia
Amante incondicional desta cidade, que tanto admira, sempre expõe na mídia impressa, televisiva e radiofônica seus planos para tornar Itapetininga ainda melhor. Embora convidado e com bom trânsito na política, sempre rejeitou conversar sobre o assunto e como muitos afirmam: “poderia se conduzir muito bem na administração do município”.

 
 
0918_fibria