Alberto Isaac

Alberto Isaac é jornalista professor e comerciante. Durante quarenta e cinco anos foi o correspondente do jornal “O Estado de São Paulo” em nossa região.

Vamos começar o novo de novo

domingo, 26 de maio de 2019 por Alberto Isaac
Cada começo de ano, a fascinação e a capacidade de recomeçar fixa-se presente em todo ser humano, é como se todos se restaurassem a cada dia - Nascer para um ano novo é sempre um milagre - Mike Adas/Arquivo Jornal Correio Cada começo de ano, a fascinação e a capacidade de recomeçar fixa-se presente em todo ser humano, é como se todos se restaurassem a cada dia - Nascer para um ano novo é sempre um milagre - Mike Adas/Arquivo Jornal Correio

Muito embora esta seja a terceira sexta-feira deste ano de 2015, não existe quem não deseja que tudo corra extremamente bem em suas atividades profissionais, religiosas, passionais, políticas ou entretenimentos variados.
Todos já viram aquele instante em que o atleta se concentra religiosamente antes da largada, da cobrança de pênaltis, de mira ao alvo e outros esportes e aquele breve momento em que tudo silencia e os espectadores desaparecem diante dos olhos, porque então só existem ele e seu objetivo.
Passamos por experiência semelhante na alvorada de cada ano que começa, cheio de esperanças e coragem diante do desconhecido. Nascer para um ano novo é sempre um milagre. A tantos nossos conhecidos o destino negou esta oportunidade, fazendo caírem raios, aviões, bombas ou causando várias fatalidades que marcarão sempre as famílias dos que se foram.
No entanto, os sobreviventes percorrerão mais um trecho da estrada, fazendo tudo novo de novo. Cada começo de ano, a fascinação e a capacidade de recomeçar fixa-se presente em todo ser humano. É como se todos se restaurassem a cada dia, por mais idade que se tenha, renovam-se prazeres simples e diários, como comer, banhar-se, dormir, estar à frente do aparelho de televisão – ver novelas- e outras coisas mais. E o aprendizado é contínuo, sem fim, para quem se mantém aberto a vida.
Assim como o atleta que se dedica a qualquer atividade esportiva, todos estão em eterno treino, corrigindo erros, descobrindo novos caminhos, observando refletindo em busca do melhor desempenho. Os fortificantes que nutrem e fortalecem a todos, vêm em pílulas de bem querer. De vez em quando exercícios especiais: estar atento à beleza ao redor, praticar a compaixão, ter humildade. E ainda vacinar-se para livrar-se de lembranças e comportamentos indesejáveis e que causem aborrecimentos, além de ignorar ofensas recebidas. Acreditar nos próprios talentos, cercar-se da verdade, correr sempre atrás dos sonhos.
Chegou mais uma vez o tempo de escolher a direção, e que todos se coloquem a favor do vento. Focar os objetivos desejados e traçar estratégias para atingi-los. Deixar de lado pesos e amarras desnecessárias, tornando a corrida mais leve e promissora. Qualquer que seja a rota preferida, que jamais percam de vista a linha de chegada, pois ela estará sempre no lugar onde se espera – a felicidade.
Nosso particular amigo, o empresário Theodoros Anastassíades, esposo da professora Regina Aboarrage, para qualquer de seus empreendimentos emprega a palavra UBRIS, termo grego que significa excesso desmedido de Confiança e Segurança. Portanto, utilizemos essa palavra saudando e enfrentando corajosamente 2015.